INPI registra eficiência elevada, mesmo com a pandemia de COVID-19

0

O órgão registra números de decisões de deferimento e indeferimento mais altos desde janeiro de 2019.

A partir de julho de 2019, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI implementou o plano de combate ao backlog de patentes, visando a redução do número de pedidos de patente pendentes. Desde então, o desempenho do INPI vem melhorando substancialmente. Um exemplo é o total de decisões de deferimento ou indeferimento no ano passado foi aproximadamente 230% superior em relação a 2014, saindo de 6.074 decisões em 2014 para 20.332 decisões em 2019.

Segundo o presidente do Grupo Marpa – Marcas, Patentes, Inovações e Gestão Tributária, Valdomiro Soares, analisa positivamente a atividade do órgão. “É fundamental que esse processo seja, inclusive, cada vez mais ágil, ainda mais agora que estamos enfrentando uma crise mundial sem precedentes. São com as marcas, patentes e inovações que a nossa economia é alavancada, pois sem produtos e registros dos mesmos no mercado não se ocorrem as vendas e a rotatividade do dinheiro em sociedade. O prazo ágil também vai beneficiar inúmeros empresários e inventores que estão com suas ações de pedidos de registros no órgão”, analisa.

“Desde março de 2020, os colaboradores do INPI trabalham totalmente de forma remota e o desempenho continua positivo. Como em março, que o número de decisões de deferimento e indeferimento é o mais alto desde janeiro de 2019. Um ótimo sinal e um alento para os empresários do setor”, conclui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais