Marketeiro da campanha de Bolsonaro garante que não usou robôs no primeiro turno

Você gostaria de escrever e publicar no Âmbito Jurídico? Clique aqui para se cadastrar.

Lucas Salles participou da videoconferência “Mídias e Eleições”, no Conbrade

Responsável pelo marketing da campanha de Jair Messias Bolsonaro no primeiro turno das eleições de 2018, o publicitário, professor universitário e consultor de mídias sociais Lucas Salles afirma que não fez uso de robôs para impulsionar as publicações na internet, no período em que trabalhou para o então candidato a Presidência da República. Ele foi um dos debatedores do painel “Mídias e Eleições”, no 1º Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral (Conbrade), nessa quinta-feira, 23 de julho. “Qualquer um que pegar os prints da época, vai constatar que não tinha robô respondendo. Era gente mesmo. Não pairou qualquer dúvida sobre o trabalho que fizemos durante o período em que estivemos lá”, ressalta.

Salles também sugeriu que a hospedagem de todos os sites oficiais dos candidatos acontecesse nos servidores de armazenamento de dados do TSE, para garantir agilidade e segurança jurídica na retirada de materiais ofensivos direto dos servidores do Tribunal, sem precisar oficiar hosts mundo afora, porque eles não chegam a tempo de solucionar o problema. “Fake news se combate com informação e com checagem de dados, um hábito que as pessoas devem adquirir”, recomenda.

Também participaram do debate a ministra do STF, Carmén Lúcia, do advogado e professor Marcelo Weick e da professora, pesquisadora e secretária-geral do TSE, Aline Osório. O Conbrade tem uma programação semanal de videoconferências, sempre às terças e quintas-feiras, a partir das 19 horas. O evento vai até 3 de setembro. Para participar, basta inscrever-se no site www.conbrade.com.br.

Você gostaria de escrever e publicar no Âmbito Jurídico? Clique aqui para se cadastrar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

LEITURAS RECOMENDADAS

O que é ETIAS e qual seu impacto nas viagens para a Europa?

Introdução Você gostaria de escrever e publicar no Âmbito Jurídico? Clique aqui para se cadastrar. O ETIAS está em vias de entrar em plena operação e as autorizações eletrônicas a serem emitidas através desse sistema vão se tornar obrigatórias para