Novas tecnologias permitem que brasileiros acessem novas experiências e anunciam começo do metaverso

Julgamento Caso Kiss: para Promotor aposentado não houve dolo no caso da boate Kiss
Clique Aqui e Saiba Mais!

A tecnologia está evoluindo de forma cada vez mais acelerada e isso significa que diversos produtos e serviços que antes possuíam custos proibitivos estão se tornando mais baratos e massificados.

Essas novas tecnologias que estão sendo produzidas permitem que os brasileiros acessem novas experiências e anunciam o começo do tão sonhado metaverso, um mundo em que o real e o digital se tornam cada vez mais indistinguíveis.

Diversas formas de entretenimento mostram o início desse mundo futurístico

Diversas novas ferramentas tecnológicas estão acelerando a transformação digital e mudando o cenário do entretenimento como o conhecemos e um estudo recente divulgado pela Singularity Hub mostrou que cerca de 66% dos consumidores estão interessados nas oportunidades que essas tecnologias oferecem.

Uma das formas pelas quais os brasileiros já estão começando a experimentar como funcionará o metaverso e as diversas possibilidades de interação disponíveis nele é por meio do cassino ao vivo, que garante uma experiência realista de interagir com uma pessoa durante o decorrer das partidas.

Nesse sentido uma das grandes promessas desse novo mundo virtual tecnológico é a interação em tempo real com humanos em um espaço virtual independente de onde eles estejam localizados no mundo real e o cassino ao vivo consiste em um dos melhores exemplos atuais de como isso se desenrolará.

Atualmente isso é feito por meio de um estúdio com câmeras que transmitem o dealer, que pode ser de jogos tão variados que vão de roleta e game shows até o blackjack, controlando o fluxo da mesa enquanto um os entusiastas interagem com ele por meio de um chat ao vivo.

Com a ampliação de novas tecnologias como a realidade virtual (RV), a realidade aumentada (RA) e a realidade estendida (RE), que focam, respectivamente, em um mundo totalmente digital, em adicionar elementos virtuais no mundo real e em uma mistura entre real e virtual, essa interação se tornará ainda mais realista e engajante.

Diversas possibilidades incríveis esperam os usuários no futuro

Existem diversas maneiras como o metaverso pode ser construído e nenhuma delas é mutuamente exclusiva, o que aumenta de maneira significativa o número de possibilidades e capacidade de escolha que os usuários terão no futuro.

Por exemplo, um usuário que se sente confortável com um capacete de RV e prefere imersão total pode escolher entrar no metaverso e interagir com os diversos jogos de cassino em um ambiente totalmente virtual gerado por meio desse apetrecho.

Ao mesmo tempo, um entusiasta que prefira jogar no meio de sua sala de estar pode utilizar um óculos ou até mesmo lente inteligente de RA para projetar os jogos e o dealer dentro de seu apartamento.

Finalmente, um usuário que prefere a RE pode utilizar um pouco dos dois mundos, utilizando luvas inteligentes que permitam que ele utilize as próprias mãos para manipular as cartas e fichas em um jogo de blackjack, por exemplo.

Como já foi mencionado, é possível perceber que ao invés de competir com a atenção do usuário, as diversas tecnologias relacionadas a manipulação e aprimoramento da realidade ao redor do usuário se complementam e tornam a experiência cada vez mais rica e interessante.

Metaverso é um objetivo almejável que permitirá inúmeros ganhos econômicos e sociais

O termo metaverso foi criado pela primeira vez em 1992 pelo autor Neal Stephenson do romance “Snow Crash”, mas de lá pra cá já apareceu em diversas formas e iterações em obras tão variadas quanto os romances “Jogador Nº1” de Ernest Cline e “Encarcerados” de John Scalzi e a franquia Matrix das irmãs Wachowski.

Em cada uma dessas versões os mundos virtuais criados tiveram modificações sutis que os tornaram menos ou mais interessantes para os usuários, mas a realidade é que em todas essas obras esse novo mundo digital ganhou uma importância equiparada ao mundo real.

Considerando que, segundo dados da consultoria Statista, a receita global de jogos RV em 2017 foi estimada em 0,4 bilhões de dólares e a previsão para 2024 é de 2,4 bilhões, a importância do metaverso fora da ficção deve ser tão grande quanto nela – o que promete um futuro muito interessante para os entusiastas dessas tecnologias.

 

Julgamento Caso Kiss: para Promotor aposentado não houve dolo no caso da boate Kiss
Clique Aqui e Saiba Mais!
Comentários (0)
Adicionar comentário