Como a transformação digital desburocratiza e dá mais agilidade a 5 setores

0

*Por Rodrigo Reis 

A transformação digital é um movimento inevitável e sem volta que influencia profundamente a sociedade. Trata-se de uma mudança estrutural nas organizações feita a partir do uso da tecnologia para desburocratizar, agilizar processos e melhorar o desempenho para se obter resultados melhores. Com isso, também pode afetar funções, trabalhos e serviços, que precisam se adaptar aos novos tempos. 

É possível dizer que a mudança afeta, ou vai afetar, se não todos, ao menos a maior parte dos setores econômicos, incluindo serviços de impressão, contabilidade, apoio jurídico, marketing e recursos humanos. Eles sentem o impacto da criação de plataformas, aplicativos, uso de inteligência artificial, que tornam os serviços mais ágeis e práticos, e até modernização de máquinas, como no caso das impressoras. 

No mundo da internet das coisas, as multifuncionais hoje são conectadas e conectáveis, aumentando suas possibilidades de uso e controle por parte dos gestores. Para facilitar a experiência do usuário, possuem telas grandes e adotam interface semelhante à de celulares e tablets. Elas ainda proporcionam digitalização de documentos em altíssima velocidade.  

Mesmo as impressoras caseiras ou para pequenos negócios estão conectadas: ficam em rede via wi-fi. Com isso, todas as suas funções são acionadas e configuradas a partir de um aplicativo instalado no computador. Elas também são capazes de imprimir documentos e imagens a partir de um celular por meio de um app instalado no aparelho. 

No setor de contabilidade, a criação de aplicativos e plataformas permitiu a pequenos empresários importar e exportar nota fiscal, gerar e pagar guias de impostos, emitir relatórios contábeis e fazer balanço patrimonial. São ferramentas que agilizam e desburocratizam o gerenciamento, reduzindo custos para o negócio.  

Se um por um lado essas ferramentas causaram queixas de contadores, que viram suas funções enfrentarem a concorrência digital, por outro, o avanço tecnológico também beneficiou os próprios escritórios de contabilidade. Os softwares contábeis para o segmento podem envolver gestão, integração de sistemas e centralização de informações do fluxo de trabalho, facilitando e agilizando o gerenciamento do escritório. 

Hospedados em plataformas on-line, esses softwares proporcionam a realização de conferências com o cliente, que acompanha remotamente todos os processos, permitindo que sejam efetuadas correções de declarações a tempo, sem prejudicar a entrega e evitando punições em razão de irregularidades. 

A área jurídica não escapa das transformações. Hoje, softwares e plataformas são capazes de produzir textos jurídicos. A automação permite pesquisar a legislação rapidamente. Documentos e peças jurídicas também estão no mundo digital, o que facilita a consulta e reduz a necessidade de espaço nos escritórios e nos departamentos jurídicos das empresas.  

Com a tecnologia e o uso de inteligência artificial, muitas tarefas rotineiras nos escritórios passam a ser feitas automaticamente, o que deve deslocar os profissionais do direito para funções mais estratégicas. E o incremento da IA poderá até mesmo ajudar juízes a formarem um veredito, ao facilitar cruzamento de dados importantes de um caso em análise.  

Em outra frente, a transformação digital ampliou o leque de possibilidades para o marketing com o uso de redes sociais, posts em blogs, vídeos, podcasts, search, display, e-mail marketing para atingir leads potenciais e obter resultados efetivos em campanhas. Ferramentas disponíveis no mercado permitem acompanhar on-line a audiência e o resultado de ações e promoções.  

Ao mesmo tempo, essas várias fontes de informação possibilitam analisar, cruzar informações e identificar tendências. São ferramentas capazes de ajudar na criação de campanhas mais assertivas e com mais resultados. 

Para o setor de RH, existem plataformas com capacidade para executar quase todas as ações do departamento. Auxiliam na emissão de documentos de admissão e demissão, gerenciam folha de pagamento, calculam salários, adiantamentos, férias, 13º salário e outros encargos.  

Também estão disponíveis para o setor aplicativos de admissão digital. Por meio deles, as fases do processo de admissão são feitas on-line. O candidato envia digitalmente suas informações, por smartphones ou computadores, incluindo fotos dos documentos solicitados. A plataforma, então, confere e certifica as informações enviadas, além de validar a situação do candidato no eSocial.  

A ferramenta reduz o prazo de contratação, que pode chegar a sete dias, pois evita a conferência dos documentos e informações enviados. Também não há gasto de tempo com armazenamento e procura por documentos, que estarão on-line. 

Pelos resultados que traz, dá para afirmar que a transformação digital veio para ficar. E a mudança está apenas no início.  

 

*Rodrigo Reis é diretor comercial e sócio da Reis Office, empresa líder em outsourcing de impressão e soluções para digitalização, transmissão e armazenamento de documentos. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais