Giamundo Neto é reconhecido pelos principais rankings jurídicos internacionais

Escritório integra publicações de referência na área jurídica, com destaques para as áreas de Construção e Direito Público

 

Com apenas quatro anos de fundação, Giamundo Neto Advogados vem construindo uma reputação sólida e conquistando reconhecimento internacional. Em 2019, o sócio Giuseppe Giamundo Neto integra a lista de referenciados na categoria Construction Law, do renomado ranking jurídico Who’s Who Legal.  Além disso, o escritório está, pela primeira vez, no ranking  Chambers and Partners, na área de Direito Público (Public Law).

 

A Latin American Corporate Counsel Association (LACCA, associação que reúne  advogados líderes em suas áreas na região da América Latina) também reconheceu, em seu ranking mais recente, a atuação de Camillo Giamundo, Giuseppe Giamundo Neto e Luís Felipe Graziano, indicados em Direito Administrativo; e a de Philippe Ambrosio em Litigation. Nesta publicação, todos os advogados são indicados por empresas contratantes.

Baseado na Vila Olímpia, em São Paulo, o escritório foi fundado por um grupo de profissionais com carreiras consolidadas em suas estruturas de origem, mas que ambicionavam desenvolver um conceito de advocacia empresarial próprio, no qual a qualidade técnica do trabalho está alinhada aos resultados esperados pelos clientes.  Aos fundadores Giuseppe Giamundo Neto, Camillo Giamundo, Philippe Ambrosio e Thaís Munhoz associaram-se Luiz Felipe Graziano, responsável pela área de infraestrutura, em 2016, e Luiz Fernando Quevedo, responsável pela área trabalhista, em 2017.


Em sua recente história, a equipe já acumula seis diretórios nacionais e internacionais e 15 indicações em rankings de reconhecimento. “Pretendemos nos manter como de porte médio, assegurando uma capacidade de mobilização adequada para enfrentar questões complexas e urgentes, sem prejuízo da natureza pessoal do atendimento, o que que garante que um dos sócios esteja sempre envolvido na execução dos serviços oferecidos”, revela Giuseppe Giamundo Neto. 

 

Tatiana Diniz/ Assessoria de Imprensa

MP 992/20 e o Compartilhamento de Alienação Fiduciária de…

* Por Julio César Gallo Bautista Urena O presidente Jair Bolsonaro editou a Medida Provisória nº 992, publicada em 16 de julho de 2020,...
MariaEduarda
4 min read

A cultura do cancelamento também deve ser tratada juridicamente

No tribunal da internet não existe espaço para retratação, mas no Direito, sim. Movimento que começou no mundo virtual, transpassa barreiras e exige cautela...
MariaEduarda
2 min read

Atendimento adiado por pandemia deve ser coberto por convênio

Plano de saúde não dá desconto por período sem uso, mas serviços são garantidos em contrato Em meio à apreensão das pessoas devido ao...
MariaEduarda
2 min read

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido !!