Governo do Estado de Pernambuco oferece desconto em imposto sobre heranças e doações

0
Vai até 31 de março de 2020 o programa do governo do Estado que oferece descontos para pagamento do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ICD), conhecido como imposto sobre heranças e doações. As vantagens do Programa de Recuperação de Créditos Tributários para o ICD (PERC-ICD) valem para quem já possui débito de ICD, inclusive os inscritos em dívida ativa ou em fase de cobrança judicial, e para quem quer realizar o planejamento sucessório, ou seja, doações aos herdeiros em vida.
As negociações podem ser feitas nas unidades da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco (Sefaz-PE) e da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE). O PERC-ICD começou em 27 de novembro e ofereceu descontos maiores para quem aderiu até 30 de dezembro. Até aquela data, o Estado recuperou cerca de R$ 25 milhões em créditos do imposto sobre herança e doações com o programa. “A arrecadação do ICD em 2019, quando comparada com o ano de 2018, apresentou um crescimento nominal de 5,35 % e grande parte desse resultado se deve ao PERC-ICD”, destaca o diretor em exercício da Diretoria de Fiscalização, Atendimento e Controle das Fronteiras da Sefaz, Roberto Neves.
As regras do PERC-ICD estão previstas na Lei Complementar 416/2019. Nesta segunda etapa, de 2 de janeiro a 31 de março de 2020, contribuintes que atendem às condições legais podem aproveitar a redução de 50% na multa e de 90% nos juros, para quitação à vista. No caso de parcelamento em até 36 meses, a redução é de 30% na multa e 80% nos juros.
Para as doações em vida realizadas até 31 de março de 2020, a lei prevê a redução de até mais da metade da alíquota do ICD. As alíquotas ficam reduzidas para 1%, no caso de bens ou direitos transmitidos por doação no valor de até R$ 228.880,29, e para 3%, no caso dos bens e direitos de valor superior a esse montante. “Essa redução torna o programa atrativo para quem tem interesse em realizar o planejamento sucessório e é também uma oportunidade de regularização”, avalia a procuradora-chefe da Procuradoria da Fazenda Estadual (PFE), Fernanda Maranhão.
Para o coordenador do Núcleo de ICD da PFE, procurador do Estado Luiz Guerra, “a Lei nº 419/19 consubstancia uma excelente oportunidade para os devedores do ICD, além de propiciar o diálogo entre o Estado e os contribuintes”.
Contribuintes em dívida ativa – cadastro onde são inscritos devedores de tributos após esgotadas todas as fases de cobrança por via administrativa – também podem aproveitar os descontos do PERC ICD. Quando entra na dívida ativa, o contribuinte pode ter o nome negativado ou receber cobrança judicial. A cobrança da dívida ativa é realizada pela PFE, vinculada à PGE-PE.

 

Serviço:
PERC-ICD/CONTRIBUINTES EM GERAL: Unidade de atendimento do ICD da Sefaz-PE (Avenida Dantas Barreto, 1186, Edifício San Rafael, 3º andar, bairro de São José, no Recife) ou Núcleo de ICD da PFE (3º andar do edifício-sede da PGE-PE, Rua do Sol, 143 – Edifício Ipsep, bairro de Santo Antônio, Recife). Nas Regionais da PGE em Caruaru, Petrolina e Arcoverde; e nas AREs no interior. Informações pelo 0800-2851244 ou 3183-6401 (Telesefaz), 3181-8552 (PFE) ou e-mail [email protected].

 

PERC-ICD/CONTRIBUINTES EM DÍVIDA ATIVA: Núcleo de Dívida Ativa da PFE (1º andar do edifício-sede da PGE-PE, Rua do Sol, 143 -Edifício Ipsep, bairro de Santo Antônio, Recife). Informações pelo telefone 3181-8552 ou e-mail [email protected]. Regionais da PGE em Caruaru, Petrolina e Arcoverde; e nas AREs.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais