História das Ideias Políticas: um estudo guiado

Você gostaria de escrever e publicar no Âmbito Jurídico? Clique aqui para se cadastrar.

Jargões como “quem não conhece a História está condenado a repeti-la” causam-nos conforto pela frequência de seu uso e pela sua facilidade formulaica, facilmente aceita e reprodutível. Uma análise bastante simples, contudo, é o suficiente para revelar a limitação argumentativa desta afirmação.

O mesmo estende-se ao pensamento requerido para submeter-se ao ciclo de que “tudo é como já foi”, ou ainda, “sempre foi assim e sempre será”.

Estamos vivenciando algo novo em nossa democracia, mais especificamente, nas democracias ocidentais: as redes sociais como forma de consolidação de vontades. Vontades essa que são traduzidas em votos, em alguns casos, em violência física, cada vez mais frequente.

Este curso, em sete módulos, além do levantamento do arcabouço conceitual que permitirá melhor compreensão dos jargões filosóficos utilizados para a abordagem dos temas políticos, tem por objetivo debater o tema das redes sociais e sua relação com a democracia. Este debate será concentrado nos dois últimos encontros, uma vez solidificadas as ferramentas de análise propostas nos cinco primeiros.

“História das Ideias Políticas” é um estudo acompanhado do livro de mesmo nome do pesquisador francês Olivier Nay. Não se trata, por óbvio, de uma leitura guiada, mas sim de um estudo guiado: certas escolhas serão feitas com intuito de entendermos e debatermos sempre tendo o Brasil em perspectiva.

O e-mail para o plantão de dúvidas continuará ativo mesmo depois de cumprido o cronograma do curso. Pode ser este o início de uma longa amizade intelectual.

Você gostaria de escrever e publicar no Âmbito Jurídico? Clique aqui para se cadastrar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

LEITURAS RECOMENDADAS

O que é ETIAS e qual seu impacto nas viagens para a Europa?

Introdução Você gostaria de escrever e publicar no Âmbito Jurídico? Clique aqui para se cadastrar. O ETIAS está em vias de entrar em plena operação e as autorizações eletrônicas a serem emitidas através desse sistema vão se tornar obrigatórias para