PGE-PE inicia ciclo de debates sobre obras públicas

0

Confira galeria de fotos aqui.

Num dos eventos mais concorridos já realizados na Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE), teve início, na tarde desta quinta-feira (12/3), o ciclo Obras Públicas em Três Encontros, para discutir aspectos práticos das licitações e contratos. O debate foi mediado pelo procurador do Estado Danilo Almeida e lotou o auditório da PGE-PE com público de 118 pessoas. O próximo encontro será em 2 de abril.
O ciclo foi aberto pelo coordenador do Centro de Estudos Jurídicos da PGE-PE, César Caúla, e pelo diretor da Escola de Contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), conselheiro Valdecir Pascoal. Caúla destacou a importância da realização de eventos ao lado de instituições parceiras como forma de fomentar o diálogo. “Queremos buscar o entendimento, expor as diferenças e assim chegar a respostas mais elaboradas”, disse o coordenador.
O conselheiro Valdecir Pascoal também ressaltou a reunião dos diferentes atores para discutir questões tão relevantes. “A relação dialógica entre gestão e controle é um tema com o qual eu me preocupo muito. Para tirar a obra do papel, é preciso haver a compreensão de que há o tempo da gestão e o tempo do controle, com suas instâncias internas, como a própria secretaria, a PGE, a CGE, e os órgãos de controle externo, com seus freios importantes para dar segurança ao processo. Ao mesmo tempo, o controle precisa se desburocratizado e analisar com rapidez”, disse.
O procurador Danilo Almeida destacou que contratação pública, notadamente das obras, é um tema que desperta dúvidas seja do lado de quem está na administração seja de quem está no mercado. “No ano passado, realizamos uma série de workshops voltados à administração e agora iniciamos essa etapa de diálogo aberto, principalmente com o mercado, com o objetivo de permitir um ambiente melhor de contratação pública”, afirmou Danilo Almeida, que atua no Núcleo de Apoio às Secretarias da Procuradoria Consultiva, junto à Secretaria de Infraestrutura.
No primeiro encontro, a gerente de Projetos e Orçamento da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), Ana Melissa Gomes; o auditor de controle externo na área de obras públicas do TCE-PE Alfredo Belo; e o diretor da Secretaria de Infraestrutura de Recursos Hídricos do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Freire; apresentaram e discutiram o tema “Orçamentação da Obra: nuances do custo direto e do BDI”.
Ana Melissa Gomes focou sua apresentação no que deve ser incluído no custo direto das obras – como administração local, canteiros de obras, mobilização e desmobilização – e na elaboração de preços. Bruno Freire destacou os custos indiretos – como tributação, riscos, seguro, garantia. E Alfredo Belo apontou os estudos que o TCE vem realizando internamente acerca do tema BDI, mais especificamente sobre a administração local.
O ciclo de debates é realizado pelo CEJ/PGE-PE, com apoio da Escola de Contas do TCE-PE, da Escola de Controle Interno da Secretaria da Controladoria Geral do Estado (CEI/SCGE-PE), da Comissão de Direito Administrativo da OAB-PE, do Sindicato da Construção Civil do Estado de Pernambuco (Sinduscon-PE), do TCU e da Procuradoria Geral do Município do Recife (PGM-Recife).
O próximo será em 2 de abril, sobre “Edital de Obra: cuidados que todo gestor deve ter em sua elaboração”, com participação de Fernando Rolim (TCE-PE), Bruno Cunha (PGM Recife) e de Fábia Novaes (TPF Engenharia). Inscrições no www.pge.pe.gov.br/eventos.aspx.

Assessoria de Comunicação – Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco
3181.8551 – 99488.3939 – www.pge.pe.gov.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais