Advocacia, todas as profissões em uma só


Ontem, era “sinônimo” de bacharel em Direito.


Hoje, a profissão menos desejada dentre os novos bacharéis.


A que assiste aos mais ricos e poderosos empresários.


A que se dispõe aos mais miseráveis e desempregados.


Insere-se num mercado competitivo, mas não é mercantilista.


O profissional precisa ser conhecido, mas não pode se promover.


Sua profissão é de contrastes, dos altos e baixos,


Da vitória e da derrota, dos ricos e pobres, dos criminosos e dos inocentes.


É padre, quando ouve os pecados e tem que guardar segredo.


É psicólogo, quando compreende os dramas mentais e ameniza o sofrimento.


É conciliador, quando pacifica os conflitos e restaura a união.


É despachante, quando executa os trâmites burocráticos.


É o primeiro juiz da causa, quando recusa o ajuizamento de uma ação indevida.


É médico, quando promove tratamentos e cura as enfermidades da alma.


É vidente, ao prevenir problemas.


É pesquisador, quando pesquisa as melhores soluções.


É cientista, quando faz grandes descobertas.


É artista, quando assume o palco do júri.


É político, quando debate os projetos de lei.


É orador, quando assume a tribuna.


É escritor, quando redige grandes defesas.


É ambientalista, quando defende o meio ambiente.


É soldado, quando vai para o front no embate com o adversário.


É general, quando desenvolve as estratégias do combate.


É hábil jogador, quando dribla as dificuldades.


É engenheiro, quando edifica grandes teses.


É cantor, porque “os males espanta”.


É salvador da pátria, quando luta pela democracia.


É defensor, mas pode ser acusador, consultor ou parecerista.


É apaixonado pelo direito.


É amante da criatividade.


É casado com a Causa, até que o trânsito em julgado os separe.


Tem gêmeos bivitelinos, Vitória e Derrota.


Com a Vitória regozija, com a Derrota aprende.


É incompreendido, confundido,


Mas sempre indispensável à Justiça e necessário à sociedade.


Enfim, tudo é, sendo simplesmente – ADVOGADO !


VIVA A ADVOCACIA !



Informações Sobre o Autor

Asdrubal Junior

Advogado, sócio da Asdrubal Júnior Advocacia e Consultoria S/C, pós-graduado em Direito Público pelo ICAT/UniDF, Mestre em Direito Privado pela UFPE, Professor Universitário, Presidente do IINAJUR, organizador do Novo Código Civil da Editora Debates, Coordenador do Curso de Direito da UniDF, Diretor da Faculdade de Ciências Jurídicas da UniDF, Consultor das Nações Unidas – PNUD, Editor da Revista Justilex, integrante da BRALAW – Aliança Brasil de Advogados.


O Inferno São os Outros

Se fizéssemos uma lista das pessoas que odiamos a nossa volta qual seria o tamanho dessa lista? A verdade é que muitas vezes não...
MariaEduarda
2 min read

Da Negação da Alteridade a Violência: Uma Reflexão Sobre…

Luiz Tiago Vieira Santos   “As condições sob as quais sou compreendido, sob as quais sou necessariamente compreendido – conheço-as muito bem. Para suportar...
MariaEduarda
7 min read

A “cacocracia” brasileira e os “vinte centavos” indignação democrática:…

"Puedes engañar a todo el mundo algún tiempo. Puedes engañar a algunos todo el tiempo. Pero no puedes engañar a todo el mundo todo...
AmbitoJuridicoOld
8 min read

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *