Exames de DNA: Quando à justiça deve solicitar nova análise?

1. Introdução Não há crime perfeito. Esta tão badalada frase representa uma verdade que ficou ainda mais evidente com o emprego investigativo da genética. A genética forense é o ramo da biologia que utiliza técnicas de biologia molecular para determinar o perfil genético de amostras. As primeiras aplicações desta nova área ocorreram na década de […]

O seis sigma como estratégia para a melhoria da qualidade e da lucratividade em laboratórios de genética forense – A importância do índice de paternidade / razão de verossimilhança para a credibilidade do testes de DNA

Resumo: O início do século XXI de destaca por uma grande atenção das empresas para as novas abordagens da gestão da qualidade, questão que passou a ganhar atenção especial nas últimas décadas do século XX por conta da competição gerada pelo mercado globalizado. O modelo Seis Sigma desperta interesse tanto no ambiente acadêmico como no […]

Poderiam os fundamentos da evolução humana e da genética desfazer discussões entre “raça” e “inteligência”?

Sumário: 1. Introdução; 2. Fundamentos evolutivos para o surgimento da espécie humana; 3. Aspectos genéticos sobre expressão de genes; 4. Conclusão; 5. Referências bibliográficas Resumo: No presente trabalho é discutido o racismo, crime previsto na Constituição do Brasil, com base na declaração do prêmio Nobel de Medicina James Watson, na qual afirma que a inteligência […]

A perícia judicial em casos de LER/DORT

Nas últimas duas décadas, as LER/DORT (lesões por esforço repetitivo/doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho) assumiram um papel de destaque no afastando trabalhadores de suas funções e levando-os a substituição como peças descartáveis. Resumo: A influência de fatores como a exigência sempre maior de conhecimentos, velocidade de produção, avanço constante de tecnologia, competitividade no ambiente de […]

Perícias em DNA: a coisa certa pode ser feita de forma errada? Um estudo de caso hipotético

Resumo: A introdução das técnicas para identificação humana por análise de DNA nos tribunais de países como os Estados Unidos da América foi cercada de desconfiança por uma significativa parcela da comunidade científica e dos operadores do direito. Esta objeção se deveu, em parte, a inexistência de regras definidas e padronizadas para os laboratórios envolvidos […]

Entomologia forense – insetos aliados da lei

1. Introdução Atualmente a tecnologia encontra-se a disposição da justiça como ferramenta de auxílio à investigação de crimes através da mão de obra técnica especializada e de equipamentos científicos de precisão. Desta forma, a ciência passou a ser capaz de fornecer dados suficientes para indicar vestígios de um crime e supostos criminosos. Entre as diversas […]

O DNA vai ao tribunal: o impacto das tipagens genéticas

Resumo: Os exames para a identificação humana por DNA podem ser utilizados para economizar tempo e recursos ao sistema judiciário. Contudo, a falta de padrões e procedimentos de segurança na execução desta modalidade de exames no Brasil afeta a confiabilidade de muitos serviços oferecidos em território nacional. Palavras-chave: DNA, genética forense, genotipagem Abstract: The human […]

Pode a prova de DNA induzir um veredito?

Desde a década de 1980, quando surgiram as primeiras análises judiciais de DNA, os tribunais de praticamente todo o mundo se depararam com uma ferramenta investigativa sem precedentes no tocante a identificação de indivíduos. Em adição, esta tecnologia mostrou-se também capaz de estabelecer vínculo genético entre pessoas, o que é impossível, por exemplo, através das […]

Bancos de dados de DNA: Uma ferramenta investigativa útil

A expressão inglesa “DNA fingerprinting” ficou famosa após a divulgação dos trabalhos realizados pelo geneticista britânico Alec Jeffreys na década de 1980. Em poucos anos, a análise do DNA (ácido desoxirribonucléico) se tornou um importante instrumento em investigações criminais e casos de justiça de família. A tecnologia em questão pode ser usada para provar a […]

A identificação humana por DNA: aplicações e limites

O processo de recombinação gênica proporciona um alto grau de variabilidade entre os organismos vivos. Cada ser humano possui um perfil genético exclusivo, com a exceção dos gêmeos monozigóticos que compartilham do mesmo conjunto de genes. Como a molécula de DNA (ácido desoxirribonucléico) possui regiões específicas com considerável variabilidade genética, pode-se comparar o DNA a […]