Cidades com 2º turno concentram 40% do eleitorado no Brasil

cc108301 584b 4a7c b7b7 9075121c8d03

PT e PL são as legendas com mais pré-candidatos; mulheres representam apenas 17% do grupo.

Os municípios brasileiros com mais de 200 mil eleitores – e com possibilidade de 2º turno nas eleições – concentram 40% do total de pessoas aptas a votar no Brasil: cerca de 60 milhões. Com o aumento de 3% do eleitorado em relação ao pleito de 2020, o 2º turno poderá ocorrer em 100 cidades neste ano.

Hoje, 99 cidades preenchem os requisitos, mas o número final será definido pela Justiça Eleitoral em maio. O levantamento – da Novo Selo Comunicação, consultoria especializada em relacionamento com a imprensa para autoridades, empresas e advogados – classificou esse conjunto de municípios como Top-99.

“Por concentrarem a maior parte do eleitorado nacional, esses municípios condicionam o planejamento e a cobertura dos principais veículos jornalísticos, nacionais e regionais”, afirma Fábio Brandt, fundador da Novo Selo Comunicação e coordenador do estudo, intitulado “Imprensa e as eleições municipais: O cenário dos partidos e candidatos”. A íntegra do levantamento pode ser acessada em http://bit.ly/estudonovoselo .

A pesquisa apontou, ainda, que 32 milhões de eleitores (21% do total) estão concentrados nas 15 maiores cidades, com destaque para São Paulo, com 9,3 milhões de eleitores (6% do total). Em seguida, aparecem Rio de Janeiro, com 5 milhões (3%), e Brasília, com 2,2 milhões (1,5%).

“Ao conhecer o cenário macro das eleições municipais, as diferentes áreas da comunicação podem atuar para qualificar o debate eleitoral, refutando sua redução a discussões distantes do real impacto que o voto surte nas administrações locais e no dia a dia das pessoas”, complementa Brandt.

Crescimento dos partidos de centro e de direita

O maior crescimento em número de eleitores governados nas cidades com possibilidade de 2º turno ocorreu nos partidos de centro e de direita, sobretudo PSD, MDB e Republicanos.

Em 2012, o PSD elegeu 4 prefeitos no grupo, passando a governar 1,4 milhão de eleitores. Neste ano, a sigla conta com 15 prefeitos e 13 milhões de eleitores governados.

Já o MDB mantém a mesma quantidade de prefeituras, 12, embora tenha saltado de 8 milhões para 14 milhões de eleitores.

O Republicanos, por sua vez, subiu de 4 eleitos (440 mil eleitores) para 10 prefeitos atualmente (5 milhões de eleitores).

Encolhimento do PSDB e dos partidos de esquerda

O PSDB e os principais partidos posicionados à esquerda no espectro ideológico (PT, PSB, PDT e PCdoB) foram os que mais perderam prefeitos e eleitores governados nos municípios que podem ter 2º turno.

O PT, que elegeu 18 prefeitos em 2012 (15,5 milhões de eleitores governados), tem em 2024 apenas 5 prefeituras (1,7 milhão de eleitores).

1632756796296
Fábio Brandt, organizador do estudo “Imprensa e as eleições municipais: O cenário dos partidos e candidatos”
Divulgação Novo Selo Comunicação

Em um movimento semelhante, o PSB caiu de 13 prefeitos eleitos em 2012 (8 milhões de eleitores) para apenas 5 (2,2 milhões de eleitores).

A queda do PSDB também foi acentuada: 20 eleitos em 2012 (7,3 milhões de eleitores) para 10 prefeitos no início deste ano (3,5 milhões de eleitores).

Mulheres são apenas 17% dos pré-candidatos

Dos 616 nomes estabelecidos na imprensa como pré-candidatos às eleições de 2024 em municípios com 2º turno, 104 são mulheres – apenas 17% do total. O resultado foi obtido pela Novo Selo Comunicação com informações de veículos jornalísticos nacionais, regionais e locais sobre as disputas nesse grupo de cidades.

“Nós não apresentamos aqui um ‘gabarito’ com nomes de quem disputará, de fato, as eleições. Trazemos possíveis cenários, já tornados públicos por meios jornalísticos, que podem ajudar a compreender as movimentações de políticos e de suas siglas no início do ano eleitoral”, explica Fábio Brandt.

PT e PL são os partidos com mais pré-candidatos

PT e PL são as legendas que, no momento, dispõem de nomes para disputar o maior número de prefeituras com possibilidade de segundo turno. O PT tem correligionários cotados para concorrer em 62 municípios, e o PL apresenta pretendentes em 60 cidades.

A lista prossegue com União Brasil (47 cidades), MDB (42), PSD (37), PSDB (35), Podemos (33), Republicanos (28), PDT (26), PSB (24), PP (22), PSOL (22), Solidariedade (17), Novo (12), Cidadania (10), PRD (9), PV (9), Avante (7), PCdoB (6), PRTB e Rede (3 cada), Agir (2), Mobiliza, PCO, PMB e PSTU
(1 cada).

Maioria dos pré-candidatos ocupa cargo público

Dos 616 pré-candidatos às prefeituras do Top-99, ao menos 413 (dois terços do total) são detentores de cargos eletivos (como deputados federais, estaduais e vereadores) ou função pública, como assessor de órgão público ou reitor de instituição de ensino superior.

“Importante observar que, dos integrantes da Esplanada, a única candidata à prefeitura de uma das 99 maiores cidades é a ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos (PCdoB), que figura como opção em Olinda (PE)”, finaliza Brandt.

Como estudar de forma mais efetiva para concursos na…

Preparar-se para concursos na área jurídica é um desafio que exige dedicação e uma metodologia de estudo bem definida. Dada a competitividade e a...
Âmbito Jurídico
5 min read

Falta de entrega do produto pode gerar danos morais…

Justiça pode determinar que o lojista indenize o consumidor que não recebeu a encomenda.  A compra on-line traz uma série de vantagens: possibilidade de...
Âmbito Jurídico
2 min read

Dia das Mães impulsiona vendas no e-commerce

Lojistas com estoque devem aumentar até 9% o volume de mercadorias vendidas na semana que antecede a data. Considerada uma das melhores datas do...
Âmbito Jurídico
4 min read

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *