Docente da IMED figura em lista da FGV que reúne especialistas em regulação de novas tecnologias

Projeto busca ampliar a participação feminina em debates relacionados a assuntos como o PL das Fake News 

Salete Oro Boff
Dra. Salete Oro Boff

Ao observar a baixa presença feminina nas discussões sobre a moderação de conteúdos na internet, como o PL das Fake News – projeto de lei que busca coibir notícias falsas nas redes sociais -, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) decidiu elaborar um banco de fontes com mulheres especialistas na regulação de novas tecnologias. Entre as indicadas, está a professora Dra. Salete Oro Boff, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Direito da IMED.

Produzida pelo Centro de Tecnologia e Sociedade (CTS) em parceria com o Programa de Diversidade da FGV Direito Rio, a lista foi divulgada no último mês em reportagem de Raphaela Ramos para a plataforma Celina, do jornal O Globo. Conforme a publicação, o objetivo “é circular os nomes, especialmente na imprensa, para que jornalistas tenham fácil acesso às pesquisadoras quando estiverem buscando fontes para matérias relacionadas ao assunto. Além disso, a lista será entregue à Câmara dos Deputados e ao Senado, para que as consultas para o projeto de lei das Fake News e outras legislações sobre tecnologia tenham maior diversidade em seus painéis”.


Acesse aqui a íntegra da reportagem “Por mais mulheres no debate sobre fake news, FGV lista especialistas em regulação de novas tecnologias”, em O Globo.

Quer ficar atualizado das principais notícias da semana? Clique aqui para receber atualizações no seu e-mail!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

LEITURAS RECOMENDADAS

Revista Âmbito Jurídico nº 222 – Ano XXV – Julho/2022

Quer ficar atualizado das principais notícias da semana? Clique aqui para receber atualizações no seu e-mail! ISSN – 1518-0360 Direito Administrativo O Alto Custo Da Corrupção Na Saúde Pública Dos Brasileiros – Kathleen Gomes Silva  Direito Civil Tutela Jurisdicional da