Entenda como não cair em golpes contra o consumidor

0

O consumidor moderno está sujeito às ações de algumas pessoas e até empresas especialistas em golpes. 

Elas atuam de muitas maneiras e usam diferentes canais, como e-mails e até aplicativos de mensagem instantânea.

O aplicativo de mensagens WhatsApp, por exemplo, há pouco tempo reportou uma falha de segurança muito grave e solicitou para que todos os seus usuários atualizassem o aplicativo.

Essa ação se tornou um alerta para que estejamos sempre muito atentos às fraudes, que são cada vez mais comuns na internet. 

O Brasil é um dos países que mais sofre com este problema, com milhões de dados violados e vazamentos de informações.

A cada minuto um brasileiro é vítima de fraude ou de roubo de identidade. Ao fazerem isso, os criminosos usam os dados da vítima para obterem crédito e realizarem comprar em muitos estabelecimentos.

Daí a importância de se proteger quando for realizar alguma ação, como compras na internet e transações financeiras, como empréstimos e investimentos.

Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre o crescimento das fraudes e golpes na internet, além de algumas dicas para não se tornar mais uma vítima de pessoas mal intencionadas.

Crescimento de casos de fraude pela internet

Graças à comodidade trazida pelas compras e outras transações realizadas na internet, essas movimentações se tornaram parte do dia a dia das pessoas.

Hoje em dia, as pessoas podem comprar todo tipo de produto ou serviço, de alimentos até carros, o que aumenta o número de vendas, mas também de golpes. 

Milhões de crimes virtuais acontecem no Brasil, com milhares de tentativas por dia. Por isso, empresas de serviços de portaria e muitas outras protegem o seu site para que dados e informações de clientes sejam devidamente armazenados.

No entanto, em datas específicas como Black Friday, Natal, dias dos pais, entre outros as tentativas são mais numerosas, pois há uma quantidade maior de pessoas comprando e expondo informações.

Há muitos consumidores que caem em falsas promoções, que só têm o intuito de tirar o dinheiro do consumidor. 

Eles conseguem informações confidenciais como dados bancários, CPF, número do cartão de crédito e outras informações.

Golpes mais comuns aplicados na internet

Para se ter um ideia, milhares de golpes diferentes são aplicados pela internet, mas existem aqueles que são mais conhecidos ou que realmente conseguem enganar um número maior de pessoas.

Alguns deles são:

Mensagens promocionais pelo WhatsApp

O Whatsapp é um dos aplicativos mais usados no mundo. No Brasil, é um meio de comunicação importante, que inclusive é usado por desenvolvedores de sistema tef e muitas outras empresas.

Só que isso também se tornou um atrativo para os fraudadores que se utilizam de ofertas variadas, como recargas de celular. 

Para receber o crédito, a vítima é induzida a clicar numa imagem que a redireciona para outra página.

Ao fazer isso, um programa, que contém vírus, é instalado no celular. A finalidade é roubar dados pessoais importantes. Então, logo que a vítima clica, ela libera uma autorização para a instalação.

Campanhas de desconto no Facebook

O Facebook é a maior rede social do mundo, com milhares de usuários, entre pessoas e empresas, como aquelas que realizam locação de galpão e muitas marcas famosas.

Por conta da facilidade para divulgar produtos, serviços e conteúdos interativos, bem como a alta curiosidade por parte dos usuários, o Facebook se tornou uma plataforma perfeita para os fraudadores.

Isso acontece, geralmente, com imagens apelativas de todos os tipos, como conteúdos eróticos, de violência e até com fundo emocional. Essas imagens usam gatilhos mentais que aguçam a curiosidade.

Também são munidas com títulos bem elaborados, tais como:

  • Não perca!
  • Você viu?
  • Curioso;
  • Dicas imperdíveis.

Quando os usuários clicam nessas imagens, são redirecionados para outras páginas que solicitam permissão para instalação de programas. 

Ao baixá-los, um vírus é instalado e dados importantes do proprietário da máquina podem ser roubados.

E-mails de instituições financeiras

As instituições financeiras fazem parte do dia a dia das pessoas e administram contas e cartões que elas usam para comprar produtos e serviços, como aluguel de gerador.

Inclusive, as pessoas utilizam o internet banking para realizar todo tipo de transação em suas contas bancárias. Só que as atualizações são constantes para que o site ou aplicativo seja seguro.

Os hackers usam imagens e programas extremamente semelhantes, que podem confundir até os mais experientes. 

Só que essas mensagens costumam solicitar atualizações cadastrais, ameaças de bloqueio de conta e avisos de débitos que não existem.

Nenhuma instituição financeira faz esse tipo de ameaça, além disso os originais possuem canais oficiais de comunicação.

Phishing – falsidade ideológica dos sites

Os sites são plataformas comuns e muito usadas por empresas de todos os tipos, como as fabricantes de uniforme social masculino.

Uma prática fraudulenta que afeta os sites é conhecida como “phishing” termo oriundo de “fishing”, que quer dizer pesca, em inglês. Esta fraude tenta adquirir dados pessoais de diversos tipos.

Ela consegue coletar senhas, dados bancários, números de cartões e muitos outros. O fraudador reproduz muito bem a aparência de um site famoso e induz a vítima a fornecer dados pessoais.

Trata-se de um crime de falsidade ideológica e também de estelionato, que usará os dados da vítima para aplicar outros golpes. 

Ou seja, além da pessoa ter dados roubados, pode ser envolvida em outros crimes sem nem mesmo saber.

Sites de vendas falsos

As plataformas e-commerce têm conquistado um grande espaço no Brasil e no mundo. Por meio delas, é possível comprar diversos produtos e serviços, como epi equipamento de proteção individual.

Diariamente, os usuários recebem ofertas e promoções de itens caros, mas com preços muito atrativos. 

Um exemplo clássico são pacotes de viagem para os destinos mais cobiçados por um preço muito abaixo da média.

Os fraudadores usam mecanismos lícitos para criar sites de venda, com tudo aquilo que está em alta no mercado, desde viagens até aparelhos móveis, roupas, etc.

O golpe é muito simples, as pessoas compram os produtos da plataforma, fazem o pagamento, mas nunca recebem. 

Essa atitude fraudulenta chega a gerar um lucro muito alto para o criminoso. Além de confirmar um prejuízo ainda maior para a vítima.

Como se proteger contra os golpes na internet?

Para fugir dos golpes na internet e não ficar no prejuízo, existem algumas dicas que podem ser colocadas em prática pelos usuários, tais como:

Compra on-line

A facilidade de comprar pela internet é muito atraente, tanto uma empresa pode comprar conciliação cartão de crédito quanto uma pessoa pode comprar vestuário. 

Só que antes de inserir os dados, é importante verificar a idoneidade da empresa.

As plataformas de compra são obrigadas a fornecer informações como CNPJ, endereço e razão social. 

Antes de comprar, é interessante entrar em contato com a empresa para confirmar algumas informações e, até mesmo, ter certeza se ela existe.

Empréstimos on-line

Os empréstimos on-line são facilitadores para as pessoas e para as empresas, o que possibilita realizar sonhos e alcançar objetivos, como instalar um sistema de automação residencial em casa.

Por conta disso, milhares de fintechs idôneas surgiram para emprestar dinheiro rápido e fácil para quem mais precisa. Só que essa prática também abriu as portas para golpistas que se passam por essas empresas.

O desespero por dinheiro acaba fazendo com que muitas pessoas caiam em golpes que envolvem não apenas seus dados pessoais, como nome completo, CPF, RG, endereço e outros, como também quantias em dinheiro.

Nenhuma empresa idônea cobra um valor antes de liberar o empréstimo. Além disso, aquela velha história de não consultar os órgãos de proteção ao crédito também é um argumento muito usado pelos golpistas. 

Passe longe de empresas que fazem essas propostas.

E-mails duvidosos

O e-mail é um dos canais preferidos dos fraudadores, então eles enviam mensagens como todo tipo de conteúdo, como dívidas em bancos, empréstimos e propostas para clicar em links.

Como já dissemos antes, esses links roubam informações e dados importantes de computadores e celulares, o que pode trazer muito prejuízo e dor de cabeça.

Desconsidere mensagens de remetentes que não conheça e, caso for de algum banco ou empresa conhecida, não clique em nada e não responda a mensagem. Entrar em contato por meio dos canais oficiais é a melhor solução.

Conclusão

A internet veio para facilitar a vida das pessoas de muitas maneiras, mas também a vida de pessoas mal intencionadas. Infelizmente, cabe a nós, usuários, termos certo tipo de malícia para não cair nesses golpes.

Estar atento e buscar informações são as melhores maneiras de se prevenir, pois uma vez que informações importantes são roubadas, remediar pode ser muito difícil.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais