Instituto Carlos André está com matrículas abertas para os cursos de “Português Jurídico” e “Redação de Peças Jurídicas”

As turmas começam em fevereiro de 2020

Goiânia, dezembro de 2019 – O Instituto Carlos André, centro de excelência em Língua Portuguesa e preparatórios para Admissão à Carreira Diplomática, Pré-vestibular e Assessoria em Português Jurídico, fundado em 2009, já está com matrículas abertas para os cursos “Português Jurídico” e “Redação de Peças Jurídicas”.

Esse conteúdo ajudou você? Está precisando comprar um livro?  Clique AQUI e vá direto para Livraria do Âmbito Jurídico!

Além dos cursos, o Instituto também atua com Assessoria em Redação Jurídica, trabalhando para o desenvolvimento de manual de peças jurídicas com identidade própria para cada escritório. “A nossa aposta em cursos voltados para a área jurídica, como o serviço de gestão de petições, contestações, embargos, pareceres, sustentação oral, entre outros, de forma que os escritórios de advocacia tenham condições de ter um estilo próprio que o identifica independentemente de qual advogado atue em cada caso defendido, tem sido bem aceito pelo mercado goianiense”, celebra Carlos André, que é referência em língua portuguesa.

Durante a Assessoria de Redação Jurídica, quem define o estilo das peças são os gestores ou donos do escritório. “São feitas reuniões periódicas com a presença de toda equipe de forma que sejam definidas as necessidades de cada local. O prazo para o manual de cada escritório ficar pronto é de até um ano. Enquanto o documento não fica pronto, cada peça produzida no escritório é analisada de forma que seja revisada e adequada ao novo modelo desejado pelos gestores e sócios”, explica Carlos André, sócio-fundador do Instituto.

Serviço

Matrículas podem ser feitas pessoalmente na sede do Instituto Carlos André (Rua T-55, Nº930, Walk Bueno Business, Loja 02).

Informações sobre serviços voltados à área jurídica podem ser obtidas pelo telefone (62) 3945-1777.

Sobre Carlos André e o Instituto

O autor dos livros “A nova ortografia da língua portuguesa” e “Na ponta da língua”, Carlos André representa a OAB Nacional no Senado da República no Acordo Ortográfico, e é Professor de Língua Portuguesa e de Redação Jurídica. Fundador do Instituto Carlos André, centro de excelência em Língua Portuguesa e preparatórios para Admissão à Carreira Diplomática, Pré-vestibular e Assessoria em Português Jurídico, fundado em 2009, é Mestrando em Gramática pela UFMG e em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Formado em Direito, o autor e professor também é Membro do grupo técnico responsável pelo Manual de Redação Jurídica – OAB.

Esse conteúdo ajudou você? Está precisando comprar um livro?  Clique AQUI e vá direto para Livraria do Âmbito Jurídico!

Blockchain: mais segurança para a documentação para as auditorias

Por Alexandre Pierro O Blockchain é uma tecnologia relativamente recente. Surgiu em 2008, logo após o colapso econômico e imobiliário nos Estados Unidos, como...
MariaEduarda
2 min read

O Guarda, o Desembargador e a investigação do caso

(*) por Elias Miler da Silva Na última semana, grande parte da população, pelas mídias sociais e convencionais, assistiu indignada a conduta de um...
MariaEduarda
5 min read

Live explica porque, para a Receita, se algo se…

Os tributaristas Rubens de Souza e Victor Corradi pilotam a live do WFaria Advogados desta semana que vai tratar da postergação da entrega da...
MariaEduarda
40 sec read

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *