Para quando a mudança de lei sobre os casinos no Brasil?

Dos mais de 200 países a nível mundial, apenas em uma fração os jogos de azar e de sorte e os casinos não são legais e/ou regulados. Desses trinta e sete países, o Brasil está entre os apenas três países que não são muçulmanos.

A proibição dos jogos no Brasil remonta a 1946, tendo então sido imposta por motivos sobretudo também religiosos. Desde então o jogo permanece ilegal no Brasil, ainda que a tendência a nível mundial seja de liberalização e legalização dos jogos de azar e sorte.

Contudo, nos dias que correm, algumas vozes se levantam a favor desse movimento de legalização dos jogos. Por exemplo o ministro do turismo Marcelo Álvaro Antônio e o seu ministério já se mostraram a favor, desde que certas condições sejam bem estabelecidas. O seu antecessor, Vinícius Lages foi também uma figura defensora da legalização do jogo.

O próprio Jair Bolsonaro deixou o caso em aberto durante a sua campanha. Contudo, recentemente, veio afirmar que é contra a legalização do jogo com base em receios de instabilidade dos valores das famílias e da sociedade.

Apesar dessas preocupações, que preocupam o presidente Bolsonaro e outros opositores à legalização do jogo (sobretudo no seio da igreja evangélica), há motivos para acreditar que a legalização seria algo positivo para o Brasil, como um todo. Vários são os exemplos a nível internacional que são dados para o comprovar.

De um lado, temos o exemplo americano. Nos Estados Unidos da América, 40 dos seus 50 estados legalizam de alguma forma os jogos de azar e de sorte. Nesses estados o desemprego é até 8% menor do que nos estados onde o jogo e ilegal. Alem disso, o sector do jogo é responsável pela geração de cerca de 1,7 milhões de empregos, diretos ou indiretos. Alem dos empregos criados, acresce os impostos coletados que podem ser aplicados em outras áreas da sociedade.

Outro exemplo é Portugal, que desde que legalizou o jogo, viu a sua economia crescer no sector do turismo, em parte mobilizada pela crescente procura do país pelos jogadores internacionais para desfrutarem dos seus resorts casino. Em Portugal, mais de 18 mil empregos foram criados em consequência do jogo.

As estimativas colocam os números para empregos e rendas geradas em valores muito positivos. Acredita-se que a legalização dos jogos de azar e de sorte bem como dos casinos seria capaz de criar mais de 300 mil empregos diretos e indiretos na economia brasileira.

Por outro lado, entre impostos, taxas, e investimento estrangeiro, estima-se que o setor do jogo seria capaz de gerar mais de 40 mil milhões de reais anualmente na economia do Brasil.

Não podemos também esquecer outras vantagens, como as que advém da redução do jogo ilegal e da criminalidade que a ele se encontra ligada. Com a legalização do jogo e dos casinos, e com a respetiva regulamentação, os jogadores poderiam ser mais facilmente protegidos dos abusos das casas de jogo.

Certamente que o debate na sociedade brasileira continuará por mais algum tempo, mas parece que uma maior quantidade de pessoas acredita nas vantagens da legalização. Será por isso então uma questão de tempo?

Esse conteúdo ajudou você? Está precisando comprar um livro?  Clique AQUI e vá direto para Livraria do Âmbito Jurídico!

Ausência de leito para todos e a escolha sobre…

Por Fernando Bianchi, Sócio Miglioli e Bianchi Advogados, Especialista em Direito da Saúde – Universidade de Coimbra – PT, Membro da Comissão de Direito...
MariaEduarda
3 min read

Para que serve o pacto antenupcial?

Conheça a importância do documento e o que ele abrange O casamento é uma decisão importantíssima, que pode mudar sua rotina e questões com...
MariaEduarda
1 min read

Com aumento do ITCMD todas as transmissões por sucessão…

Estratégias com reorganização patrimonial, como Planejamento Sucessório, podem mitigar os custos com aumento de impostos, inclusive a incidência do Imposto sobre Grandes Fortunas que...
MariaEduarda
1 min read

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *