Presidente do TJPE suspende liminar que determinava fornecimento imediato de máscaras e álcool a policiais civis

0
O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Fernando Cerqueira, suspendeu a liminar que dava prazo de 72 horas para o Estado de Pernambuco fornecer álcool em gel, máscaras e luvas para todos os servidores da Polícia Civil de Pernambuco. A suspensão, expedida na noite de sexta-feira (203), atendeu a pedido apresentado pela Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE).
Na decisão, o presidente do TJPE afirma que não foram apresentados indícios de que o Estado esteja voluntariamente se furtando a fornecer material de higiene e segurança básico para os policiais civis. E destacou que o cumprimento da determinação judicial liminar “impactará grave transtorno operacional ao Estado, uma vez que acarretaria a priorização dos servidores da polícia civil em detrimento dos profissionais da saúde, sendo estes últimos servidores claramente mais expostos aos riscos de contaminação”.
Em relação à determinação de dispensa imediata de servidores maiores de 60 anos e de grupo mais vulnerável ao covid-19, que também consta da liminar da justiça em primeiro grau, o magistrado avaliou que colide frontalmente com a previsão normativa contida no art. 5º, § 3º do Decreto 48.810, de 16 de março de 2020, onde já está prevista a autorização para afastamento de servidores públicos com mais de 60 anos e portadores de doenças crônicas para trabalho remoto nas atividades cuja presença física não seja imprescindível. Destacou ainda que uma portaria da SDS a ser publicada estabelecerá o regime emergencial de trabalho remoto temporariamente, conforme apontado pela PGE-PE na defesa.
Confira a decisão aqui.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais