Repercussão – Unificação de PIS e COFINS proposta pelo governo prejudicará principalmente o setor de Serviços

A criação da CBS deve aumentar carga tributária, principalmente para o setor de serviços. Esta é a análise do advogado Fábio Cury, especialista em Direito Tributário e sócio do Urbano Vitalino Advogados. O novo tributo, que unificaria PIS e COFINS, foi proposto em projeto de lei apresentado pelo Governo Federal ao Congresso nesta terça-feira (21). Essa proposta se insere no contexto das debatidas propostas de emenda (PECs) nº 45 e 110, que tramitam na Câmara e no Senado.

A proposta do governo é que a CBS, incida sobre a receita bruta das empresas, sob alíquota geral de 12% (maior que as contribuições atuais). A contribuição seria não-cumulativa dando amplo direito de crédito em relação aos produtos e serviços adquiridos pelas empresas.

Segundo o advogado, a proposta daria fim a indefinições jurídicas sobre o tema. “Parte do contencioso judicial no STF e STJ sobre as contribuições tenderia a ser solucionada. A CBS, pelo projeto, incidirá também sobre as importações, bem como terá um regime monofásico para os combustíveis. Porém, as críticas que já se levantam em relação ao projeto são o possível aumento da carga tributária, em especial para o setor de serviços.”

Além disto, Cury destaca que esta é a proposta menos abrangente que tramita no Congresso, apesar do governo prometer enviar ao legislativo as “próximas fases” da Reforma Tributária em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

LEITURAS RECOMENDADAS

Nova lei traz importantes mudanças nas transações tributárias

Quer ficar atualizado das principais notícias da semana? Clique aqui para receber atualizações no seu e-mail! Especialista do Cescon Barrieu alerta para pontos como a transação passar a ser aplicada aos créditos tributários sob a administração da Secretaria Especial da

Incorporadoras Imobiliárias: STJ decide se cabe a recuperação judicial

Quer ficar atualizado das principais notícias da semana? Clique aqui para receber atualizações no seu e-mail! Por Bruno Costa, Renata Oliveira, Anna Carolina Simões Abrantes, Caio Aranha Saffaro Vieira, Carolina Mascarenhas, Gabriela Caetano Andrade e Guilherme Alcântara Nunes* A recuperação