Startup adota modelo home office em 3 estados e prevê alta de 100 mil horas na produtividade

0

Accountech faz balanço das providências tomadas para o período de pandemia e projeta ampliar sua produtividade

Na ROIT, previsão de economia gerada com trabalho home office passa de R$1 milhão por ano.Com os números sendo cada vez mais positivos, método de trabalho seráincorporado à rotina da empresa após pandemia acabar.

A ROIT Consultoria e Contabilidade, seguindo medidas e recomendações fitossanitárias por conta da pandemia do novo coronavírus, mantém fechadas três de suas quatro unidades em todo o Brasil. O trabalho de seus 175 colaboradores passou a ser realizado em casa. Mas, ao contrário do que se costuma pensar, o home office não representou queda na produtividade.

A accountech (soluções em inteligência artificial para o segmento de contabilidade), que tem sede em Curitiba e unidades em São Paulo e Brasília, está utilizando um software para acompanhamento da produtividade dos colaboradores, que permite a cada um o controle total de suas atividades. Não se trata de um instrumento de fiscalização do trabalho realizado pelas equipes. Ao contrário, é uma ferramenta para que os próprios funcionários possam melhor desempenhar suas funções, conforme explica o sócio e CEO da ROIT, Lucas Ribeiro.

Segundo ele, cálculos apontam para um total de até 100 mil horas trabalhadas a mais, por ano, com a atual sistemática. “Mudamos a política de controle das atividades. Um software mostra o tempo de produtividade e as próprias pessoas se monitoram. Então todos conseguem saber quanto tempo estão produzindo e em quais atividades. A produtividade aumentou, em média 2 horas por dia, por pessoa. Não há tantas interrupções e as reuniões online têm sido mais eficazes e objetivas”, explica Lucas Ribeiro.

OUTRAS MEDIDAS E ECONOMIAS

O CEO da accountech acrescenta ainda outras medidas foram tomadas, para que o home office seja realizado com eficiência pelas equipes. A ROIT paga uma ajuda de custo de R$ 170,00 e cedeu mesas e computadores para os colaboradores, de modo a dotar a casa dos funcionários com infraestrutura adequada, com conforto e ergonomia.

Para manter estreito o relacionamento com o mercado, a ROIT tem promovido debates virtuais, em tempo real – as famosas “lives”. São encontros diários, sempre às 17h, em que integrantes da accountech e convidados trocam experiências e análises sobre diversos temas relacionados à área contábil e fiscal. “As lives têm atraído um público espetacular. Para se ter uma ideia, nosso canal no Youtube contava com 300 inscritos; hoje já são mais de 3 mil”, ilustra Lucas Ribeiro.

O sócio-diretor ressalta que todas essas providências foram tomadas logo no início da crise da pandemia. Isso permitiu com que a empresa enfrentasse melhor as dificuldades, que atingiram todas as atividades econômicas. Dessa forma, foi possível à ROIT estabelecer metas de crescimento para curto e médio prazos.

Além disso, a ROIT criou três encontros online semanais com 100% dos colaboradores: nas segundas-feiras toda a empresa tem a pipocada online, nas quartas o cappuccino ROIT e nas sextas-feiras, é dia de cerveja. Tudo fornecido pela empresa. Mesmo com esses benefícios novos, a empresa estima uma economia anual superior a R$1 milhão, graças a redução de custos com duas estruturas físicas, que somavam quase 3.000m².

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais