Governo lança edital PE 840/2021 para estudo sobre implantação da loteria do Amazonas

0

O governo do estado do Amazonas anunciou que contratará uma companhia para realizar um estudo relacionado à implantação da Loteria Estadual do Amazonas. A seleção da empresa será realizada a partir de concorrência por um pregão eletrônico, onde as companhias interessadas devem enviar sua proposta de acordo com o edital do PE 840/2021.

E para que a implantação da loteria siga em frente, será necessária a aprovação da Assembleia Legislativa, sendo que o Projeto de Lei só será enviado aos legisladores após a contratação e realização do estudo técnico feito pela empresa que vencer a licitação.

Motivações

Ao que se sabe, o serviço de implantação da loteria do Amazonas está sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciências, Tecnologia e Inovação (SEDECTI). Mas o empreendimento ainda não apresentou as modalidades que irá operar. Para justificar a proposta, a SEDECTI afirmou: “o atual momento da economia brasileira é desafiante face à escassez de recursos públicos, consoante avaliação de técnicos do Banco Central do Brasil, além de ser fato notório”. A Secretária ainda aponta que a crise econômica internacional ainda impacta diretamente o Brasil, se refletindo negativamente nas contas públicas dos Municípios, Estados e União, gerando a necessidade de buscar um balanço financeiro. Nessa situação, o Estado deve adotar medidas legais que possam ajudar a gerar recursos adicionais para suprir a escassez já referida.

Por conta disso, “nesse cenário destaca-se a viabilidade de o Estado diretamente explorar os jogos lotéricos, consoante previsto no art. 1º, parágrafo único, do Decreto-Lei nº 204/1967. A capacidade de o Estado gerar receita sem o aumento da carga tributária é outra justificativa importante, pois os recursos adicionais que obterá decorrerão de atividade meramente privada de apostas, sem onerar pessoas físicas e jurídicas com tributos, o que poderia ter efeitos prejudiciais no nível de emprego e renda”, afirma a  SEDECTI.

A Secretaria ainda reitera que a exploração da loteria estadual pelo Amazonas trará efeitos positivos para o Estado, principalmente o desenvolvimento econômico e fomento a políticas públicas, já que a quantia que for arrecadada deve ser revertida para proveito de determinadas áreas sociais, como Saúde e Segurança. Esse argumento se assemelha bastante ao utilizado pelos parlamentares que buscam a regulamentação da jogatina no Brasil, apontando que a exploração do setor pode gerar uma quantia considerável de recursos para o Estado através de tributos e/ou concessões. Assim sendo, as operadoras de jogatina online, a exemplo do cassino do vera&john, podem funcionar normalmente em território nacional desde que possuam sede no exterior. Isso só se tornou possível após a aprovação do decreto lei 13.756/2018, sancionado pelo então presidente Michel Temer.

Já o Projeto Básico 007/21, criado pela SEDECTI, detalha o que os estudos do setor apontam: que as loterias estaduais exercem uma importante função na geração de empregos, assim como renda e circulação de dinheiro na economia do local onde estão implantadas, o que faz com que esse empreendimento seja de extrema importância para as regiões mais carentes do Brasil. A  SEDECTI ainda exemplifica com o Estado de Pernambuco, onde as loterias geram ao menos 20.000 empregos – já na Paraíba, quando a modalidade ainda funcionava, havia ao menos 6.000 postos de trabalhos relacionados ao setor. Enquanto isso, quando a Loterj ainda operava no Rio de Janeiro, havia a manutenção de ao menos 8.000 empregos diretos, e o repasse mensal para o projeto Vida Obra Social, era de R$ 3 milhões mensais. Dessa forma, o Projeto Básico 007/21 ainda diz que o intuito da licitação é contratar uma companhia especializada na elaboração de um estudo que irá verificar a viabilidade técnico-econômica para a abertura da loteria estadual no Amazonas.

Sendo que, no estudo, os 62 municípios do Amazonas devem ser analisados, verificando aspectos técnicos-operacionais, assim como riscos, retorno financeiro, e até mesmo uma possível outorga através de concessão para iniciativa privada. Com isso, caberá à empresa que vencer a licitação, fazer a modelagem técnica das atividades e serviços que têm a possibilidade de serem transferidos para a empresa privada parceira, assim como verificar qual modelo de loteria poderá ser implementado – entre eles estariam a esportiva, sorteio, raspadinha e as demais que se enquadrem no modelo legal vigente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais