Professora do Paraná está entre as 23 pesquisadoras de maior destaque no Brasil em Ciências Sociais Aplicadas

0

Pesquisa inédita realizada pelo projeto Open Box da Ciência apresenta 250 mulheres brasileiras que se destacam em atuação científica.

Realizando pesquisa em bases de dados de produção científica, tais como os coletados na Plataforma Lattes, artigos publicados e premiações, o projeto Open Box da Ciência lançou uma cartografia que apresenta 250 pesquisadoras brasileiras que se destacam pela atuação científica, em levantamento sobre a presença da mulher nas áreas de Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Sociais Aplicadas, área na qual se destacam 23 pesquisadoras, dentre as quais, a professora paranaense Viviane Coêlho de Séllos Knoerr, advogada à frente do Escritório Séllos Knoerr. 

No currículo, pós-doutorado em Direitos Humanos pelo Ius Gentium Conimbrigae da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra-Portugal, doutora em Direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, mestre em Direito das Relações Sociais pela mesma instituição, graduada em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo, professora e coordenadora do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito Empresarial e Cidadania do Centro Universitário Curitiba(UniCuritiba), e também, membro da Sociedade Paranaense de Letras e do Instituto dos Advogados do Paraná.

Suas áreas de atuação são responsabilidade social das empresas, cidadania e ética, tutela de direitos difusos e coletivos, entre outras. Ela já recebeu menção honrosa da Assembleia Legislativa do Paraná e uma honraria pelos relevantes prestados à OAB/SP pelo período em que trabalhou no órgão. 

O Open Box da Ciência foi uma iniciativa da Gênero e Número (organização de mídia no Brasil orientada por dados que qualificam o debate sobre equidade de gênero) e tem como objetivo dar visibilidade à atuação de mulheres no meio científico nacional. As pesquisas e os perfis das pesquisadoras estão reunidos em uma plataforma digital, de conteúdo aberto e interativo, com visualizações de dados e reportagens que narram suas trajetórias a partir de um recorte de gênero, indicando referências femininas para chegar a esse lugar de destaque e revelando desafios vencidos.

Para chegar ao grupo, foi aplicada uma metodologia de extração e análise de dados da plataforma Lattes. Usando critérios da Capes para conceder bolsas de apoio à pesquisa, um algoritmo foi desenvolvido para listar todas as pesquisadoras com doutorado.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais