Marketing pessoal e inteligência emocional

0


Segundo o psicólogo americano Daniel Goleman, em seu primeiro livro “Inteligência Emocional” (1995), o sucesso de uma pessoa depende de seu QE, ou quociente emocional, e não de seu QI, quociente de inteligência.


Para Goleman que criou o conceito de inteligência emocional, o QE se traduz em atributos como: confiança, auto-motivação, empatia, capacidade de aprender sozinho e relacionamento interpessoal. Por isso o autor defende em seus estudos que, em momentos de grandes mudanças como os atuais, a inteligência emocional é que determina quem vai conseguir as promoções e quem vai ficar para trás dentro das organizações.


Segundo especialistas em recursos humanos, as três competências básicas que as empresas mais procuram em seus funcionários são:


· habilidade de comunicação;


· relacionamento interpessoal;


· e iniciativa.


Todas elas são elementos da inteligência emocional.


Eis algumas perguntas para testarmos se você tem um QE elevado. Responda esse questionário e confira como anda sua inteligência emocional.


1- Você tem poder de persuasão?


2- Tem capacidade de liderar equipes?


3- Consegue entender as palavras não ditas por sua equipe?


4- Comunica-se com as pessoas de modo que todos o entendem?


5- Quase sempre se mantém calmo e otimista, mesmo em momentos difíceis?


6- Admite seus próprios erros?


7- Sempre encontra tempo para as pessoas e mantém suas promessas?


8- Assume a responsabilidade por suas metas e vai à luta?


9- É bastante orientado para resultados?


10- Não se nega a fazer sacrifícios para atingir suas metas?


11- Quando algo sai errado você não põe a culpa nas pessoas?


12- Os valores da sua equipe e da empresa influenciam suas decisões?


13- Você trabalha com a expectativa do sucesso e não com o medo de falhar?


Dê notas de um a dez a cada pergunta, e depois tire a média, aí você terá uma indicação de seu QE – quociente emocional. Acima de 70% parabéns, você sabe lidar com suas emoções. Se sua pontuação for muito baixa, não se desespere, pois inteligência emocional é algo que pode ser desenvolvida, mas significa que você precisa fazer algo a respeito.


Fazendo uma ligação do marketing pessoal com a inteligência emocional, percebemos claramente que, para obtermos sucesso na carreira, precisamos estar constantemente desenvolvendo a inteligência emocional.


Pessoas com alto índice de QE passam confiança e tranqüilidade no ambiente de trabalho. São pessoas mais felizes e mais motivadas. Por isto transmitem maior segurança e motivação a todos que convivem com ela.


Portanto, certifique-se de estar constantemente desenvolvendo sua inteligência emocional, pois ela será um dos pilares do marketing pessoal que impulsionará sua carreira.



Informações Sobre o Autor

Ari Lima

Empresário, engenheiro, consultor e especialista em marketing e vendas. Desenvolve treinamento em marketing pessoal para profissionais liberais, empresas, escritórios e estudantes universitários. Ministra cursos, seminários e palestras realçando o lado prático e funcional do marketing. Escreve artigos diariamente para diversos sites, mais freqüentemente no artigos.com, webartigos.com. Revista Contábil e Jurídica Netlegis – netlegis.com.br, Consultor Jurídico – conjur.estadão.com.br, entre outros. Além de uma sólida formação teórica, possui 25 anos de experiência prática em gerenciamento e treinamento de vendedores e de gerentes de vendas, bem como atendimento a clientes.


Você quer atrair muitos clientes para o seu escritório e ganhar mais dinheiro?
Clique AQUI e participe gratuitamente da Semana do Marketing Jurídico!
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais Aceitar Leia mais