Marketing pessoal e inteligência emocional


Segundo o psicólogo americano Daniel Goleman, em seu primeiro livro “Inteligência Emocional” (1995), o sucesso de uma pessoa depende de seu QE, ou quociente emocional, e não de seu QI, quociente de inteligência.


Para Goleman que criou o conceito de inteligência emocional, o QE se traduz em atributos como: confiança, auto-motivação, empatia, capacidade de aprender sozinho e relacionamento interpessoal. Por isso o autor defende em seus estudos que, em momentos de grandes mudanças como os atuais, a inteligência emocional é que determina quem vai conseguir as promoções e quem vai ficar para trás dentro das organizações.


Segundo especialistas em recursos humanos, as três competências básicas que as empresas mais procuram em seus funcionários são:


· habilidade de comunicação;


· relacionamento interpessoal;


· e iniciativa.


Todas elas são elementos da inteligência emocional.


Eis algumas perguntas para testarmos se você tem um QE elevado. Responda esse questionário e confira como anda sua inteligência emocional.


1- Você tem poder de persuasão?


2- Tem capacidade de liderar equipes?


3- Consegue entender as palavras não ditas por sua equipe?


4- Comunica-se com as pessoas de modo que todos o entendem?


5- Quase sempre se mantém calmo e otimista, mesmo em momentos difíceis?


6- Admite seus próprios erros?


7- Sempre encontra tempo para as pessoas e mantém suas promessas?


8- Assume a responsabilidade por suas metas e vai à luta?


9- É bastante orientado para resultados?


10- Não se nega a fazer sacrifícios para atingir suas metas?


11- Quando algo sai errado você não põe a culpa nas pessoas?


12- Os valores da sua equipe e da empresa influenciam suas decisões?


13- Você trabalha com a expectativa do sucesso e não com o medo de falhar?


Dê notas de um a dez a cada pergunta, e depois tire a média, aí você terá uma indicação de seu QE – quociente emocional. Acima de 70% parabéns, você sabe lidar com suas emoções. Se sua pontuação for muito baixa, não se desespere, pois inteligência emocional é algo que pode ser desenvolvida, mas significa que você precisa fazer algo a respeito.


Fazendo uma ligação do marketing pessoal com a inteligência emocional, percebemos claramente que, para obtermos sucesso na carreira, precisamos estar constantemente desenvolvendo a inteligência emocional.


Pessoas com alto índice de QE passam confiança e tranqüilidade no ambiente de trabalho. São pessoas mais felizes e mais motivadas. Por isto transmitem maior segurança e motivação a todos que convivem com ela.


Portanto, certifique-se de estar constantemente desenvolvendo sua inteligência emocional, pois ela será um dos pilares do marketing pessoal que impulsionará sua carreira.



Informações Sobre o Autor

Ari Lima

Empresário, engenheiro, consultor e especialista em marketing e vendas. Desenvolve treinamento em marketing pessoal para profissionais liberais, empresas, escritórios e estudantes universitários. Ministra cursos, seminários e palestras realçando o lado prático e funcional do marketing. Escreve artigos diariamente para diversos sites, mais freqüentemente no artigos.com, webartigos.com. Revista Contábil e Jurídica Netlegis – netlegis.com.br, Consultor Jurídico – conjur.estadão.com.br, entre outros. Além de uma sólida formação teórica, possui 25 anos de experiência prática em gerenciamento e treinamento de vendedores e de gerentes de vendas, bem como atendimento a clientes.


O papel democratizante da publicidade na advocacia

Resumo: A advocacia, uma profissão tão antiga quanto a própria história da humanidade, enfrenta obstáculos para assimilar institutos modernos da publicidade, principalmente por serem...
AmbitoJuridicoOld
65 min read

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *